domingo, 30 de outubro de 2016

Amar a música


Já todos nós assim fomos um dia


domingo, 3 de maio de 2015

Almoço do 25 de Abril dos de Vila Nova e Folhadela






















Vistas de Vila Nova e Vila Real











quinta-feira, 6 de novembro de 2014

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Parlamento: Praticar maus-tratos a animais já é crime

O Parlamento aprovou esta sexta-feira um projeto de lei do PSD que criminaliza os maus-tratos a animais de companhia e um diploma apresentado pelo PS para um regime sancionatório, que também alarga os direitos das associações zoófilas.

A Lusa avança que a votação destas iniciativas legislativas dividiu a bancada do CDS-PP, que teve liberdade de voto sem que tivesse sido definida uma posição oficial, conforme explicou o líder parlamentar centrista, Nuno Magalhães. 

O projeto de lei do PS foi aprovado com os votos a favor do PS, do BE,  do PEV e do deputado do CDS-PP João Rebelo, os votos contra dos deputados  do CDS-PP Raul Almeida, Margarida Neto, Abel Baptista e José Lino Ramos,  e a abstenção do PSD, do PCP e dos restantes deputados do CDS-PP. 

O projeto de lei do PSD foi aprovado com os votos favoráveis do PSD, do PS, do BE, do PEV e do deputado do CDS-PP João Rebelo, os votos contra  dos deputados centristas Raul Almeida, Margarida Neto, Abel Baptista e José  Lino Ramos, as abstenções do PCP e dos deputados do CDS-PP Nuno Magalhães,  Artur Rego, Michael Seufert, Cecília Meireles e Isabel Galriça Neto.

sábado, 12 de outubro de 2013

SEMANA DE QUATRO DIAS

SEMANA DE TRABALHO COM DURAÇÃO APENAS DE QUATRO DIAS. ESTATUTOS Trabalha-se segunda-feira, terça, quarta e quinta. Na sexta-feira passa a ser sábado que é para descansar. O sábado passa a domingo que é para toda a gente ir à missa. Em vez de ser de 52 semanas o ano, passa a ter 90. No ano bisexto,?... nesse dia é feriado. O mês deixa de existir. Trata-se de tudo à semana que é mais rápido, e assim evita certas contas de dividir e multiplicar. Porque os dias são sempre iguais, fica o horário antigo de trabalho, pois não se pode fugir muito à rotina. Ter-se-há direito a 10 semanas de férias, ( um pequeno aumento pois as férias que temos não chegam a nada.) Estas férias são divididas em três terços. Dois para descansar e o último para ir a Fátima. Os feriados aos santos ficarão proibidos. Não há necessidade disso. Os deuses lá estão e nós, como todos sabemos, cá estamos neste mundo, real e ordinário. Acordar cedo torna-se obrigatório. Depois do banho tomar um rápido pequeno almoço, e, rápido para o trabalho. Se o seu carro não pegar, (desculpa comum) lembre-se que tem que informar os seus serviços com antecedência de pelo menos de meia-hora. Se viver longe do seu ponto de trabalho, levante-se mais cedo e saia mais cedo de casa Nota: Salvaguardam-se os que são inéditos, ou os mais verdadeiros. Esses não são puníveis. No trabalho siga as suas ordens. Reclamações custam dinheiro e isso só com o gerente. Concentre-se no que faz e assim evita acidentes ou constrangimentos. Fica extremamente proibido beber álcool ao almoço. Este produto faz-lhe mal a si e ás empresas. Só no ano passado houve 5% mais acidentes de trabalho por excesso de alcoól que nos anos transatos. Ao despegar do trabalho siga as ordens que estão nos sinais ao lado na estrada, e respeite os outros. Fica obrigatório as pessoas ser prudentes e cordiais na estrada. Os ricos vão passar a pagar mais impostos e a aumentar os ordenados. Diminuir aos lucros para assim melhorar a vida dos funcionários;( se tiverem que diminuir nas suas excentridades, não faz mal, é para o bem da humanidade.) regonizam-se com o sofrimento dos outros. A sua saúde é paga pelo Estado. Os seus impostos vão pagar os seus tratamentos nos hospitais em vez da avidez dos políticos. A Educação é prioridade.É gratuita. Sem restinções à sua cor, étnia, credo religioso (ai credo!!!), sexualidade ou nação. Aos Professores só lhes vamos mexer nas reformas. Talvez um décimo delas vá para o pagamento dos livros das escolas,... mas isso pensamos mais tarde. Na Defesa, temos de diminuir os salários. A um General vamos tirar uma quinta parte do seu ordenado ( devia ser mais, mas depois ainda vamos estudar o assunto.)... e por aí abaixo. As Reformas de velhice dos Anciãos vão subir. Esse dinheiro vamos tirá-lo do excesso nas pensões dos militares,, e vai cobrir tudo isso. Em Religião fica quase tudo na mesma. à excepção dos padres católicos que váo pagar mais impostos, pois vão rezar muitas mais missas, fica tudo organizado. Deviam pagar mais, ou, muito mais de impostos pois eles vivem à custa de quem precisa, e, quem precisa, precisa que lhe pagam também o seu bem-estar,... mas por agora fica assim. ... A partir de hoje a pessoa é obrigada a sorrir. Qualquer que seja o seu estado psicológico, a sua obrigação é sorrir. Sorrir faz bem prolongando-lhe a vida e faz bem ao seu familiar ou vizinho, que sem ele não consegue começar nada. Logo de manhã dê os bons dias. Acorda-o a si e faz bem aos outros. Quando passar por alguém olhe-o nos olhos e sorria. Quem sabe se esse sorriso era aquilo que os dois precisavam. Durante o dia, é obrigatório ser educado. Não falar mal em frente das senhoras e das crianças e ser delicado. Não custa nada oferecer o seu lugar.Ficará preenchido com amabilidade. Quando conduz o seu carro deve-se lembrar que há sinais de circulação à beira da estrada. Não é permitido fazer atrav~es do espelho rectrovisor sinais ao condutor que vai atrás. Acautele-se com os outros e não se mate. À noite, em vez de ir ao café todos os dias, não saia de casa. Em vez de andar a pagar caro nos cafés e tascos, compra as bebidas no supermercado e senta-se no sofá a bebè-las, e a ver um Documentário. Se tiver filhos em casa, não fume, e deixe de ver os "seus" programas. (sem dar muito nas vistas aos miúdos, está claro). Se estiver aborrecido, vá dar uma volta ao parque que isso passa. É OBRIGATÓRIO ESTAR EM PAZ. Em vez de andar a discutir política com quem não sabe, fica em casa e faz tweets. Quando está na Net, não incomode os vizinhos. Não lhe deve impingir Facebook e outras redes sociais. É tudo esterco e não serve para nada. Em vez disso associe-se com outros e façam algo útil para a sociedade. Já me ia esquecendo: Fica obrigatório namorar à moda antiga, de cara a cara. As mentiras são mais difíceis de ocultar e assim é melhor para os dois. De resto,... porte-se bem e não se esqueça da sua hora de trabalho.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

LENDA DO ZÉ DO TELHADO




José Teixeira da Silva nasceu no lugar do Telhado, de Castelões de Recezinhos, em 22 de Junho de 1818. Ficou célebre na história de Portugal como Zé do Telhado, um herói que se tornou vilão. Foi um valoroso combatente militar e um controverso salteador. Enquanto militar, há registos e relatos da sua valentia, tendo sido condecorado com a medalha de Torre e Espada, por actos heróicos nas hostes de Sá da Bandeira, do Duque de Setúbal e na revolta da Maria da Fonte, sempre pelos liberais, contra os absolutistas.
As ligações de Zé do Telhado a Lousada remontam à infância e ao seu matrimónio. Casou com sua prima, Ana de Campos Lentine, que morava no lugar de Sobreira, da freguesia de Caíde de Rei, que na altura fazia parte (tal como Castelões de Recezinhos) do antigo concelho de Santa Cruz de Riba Tâmega, que tinha sede em Vila Meã.
Ana era filha de uma tia de Zé do Telhado e de um antigo soldado francês que por cá terá ficado aquando das invasões napoleónicas nos começos do século XIX.
Este era negociador e capador de gado e ensinou o ofício ao seu sobrinho. Mas seria ocupação de pouca dura pois a tradição familiar e os hábitos de guerrilha e combate adquiridos em inúmeras batalhas influenciaram decisivamente para que Zé do Telhado se tornasse salteador. De facto, seu tio-avô e seu pai tinham sido quadrilheiros, bem como o seu irmão mais velho.
Muito se escreveu e continua a escrever sobre este controverso personagem. Uns, com mais pendor moralista, o invectivam e negam-lhe qualidades, enquanto que outros, mais benevolentes, enaltecem os infortúnios, os sentimentos e as façanhas de Zé do Telhado.
Diz o povo que roubava aos ricos para dar aos pobres, e por isso era por muitos considerado o Robin dos Bosques português.

Tentativa de assalto da quadrilha do Zé do Telhado em Pias

Há relatos de lealdade e honra da sua parte, veja-se o caso da tentativa de assalto à Casa de Pereiró, na freguesia de S. Lourenço de Pias, em Lousada, segundo relato contado de geração em geração naquela senhorial casa.
Isso aconteceu em meados do século XIX. Depois de ter assaltado a Casa de Talhos, em Macieira, Zé do Telhado pretendeu apoderar-se de riqueza em Pias. O alvo seria a Casa de Pereiró, de Constantino Elisiário Ribeiro Peixoto, que recebeu um ultimato do salteador.
Na carta enviada àquele distinto morador de Pias, Zé do Telhado ameaçava que se não colocasse no penedo de Sant’Ana um saco de libras, ele e o seu bando assaltariam a casa de Pereiró. O proprietário não cedeu. Cumprindo a ameaça, os bandoleiros abeiraram-se da casa, onde Constantino Peixoto se tinha entrincheirado com várias armas de fogo.
O rés-do-chão estava fechado, com barricas nas portas e janelas. No andar de cima, estava tudo aberto e uma arma junto de cada janela.
Reza a história que assim que se avistaram os dois protagonistas da contenda, Zé do Telhado patenteou o cavalheirismo que o notabilizou ao perguntar: “Dá-me autorização para assaltar a sua casa?”. O proprietário de Pereiró respondeu de forma provocadora: “Sim!”.
Contando com o apoio da sua destemida e leal criada, que ia carregando as armas com pólvora, Constantino Peixoto correu de janela em janela, disparando contra os assaltantes. Perante essa aguerrida oposição, o bando bateu em retirada.
Tendo admirado a destreza e coragem do destemido dono dessa casa, Zé do Telhado remeteu-lhe, na qualidade de rei dos salteadores da região, uma carta que Constantino Elisiário deveria mostrar no caso de ser assaltado. Servia esta missiva para segurar os seus bens perante os amigos do alheio.
Depois de vários assaltos, nalguns dos quais foi derramado sangue, fugiu para o Brasil, mas segundo o próprio terá confessado a Camilo Castelo Branco na Cadeia da Relação, as saudades dos filhos e da esposa fizeram-no regressar. Foi apanhado pelas autoridades e julgado em 1861, em Marco de Canaveses. A acusação foi feita pelo delegado do Ministério Público, Dr. Joaquim Cabral de Noronha e Meneses, da Casa da Bouça (Nogueira, Lousada). A pena de morte ainda vigorava em Portugal, mas Zé do Telhado livrou-se da forca, devido a várias atenuantes. Mas pagou pelos seus crimes, tendo sido deportado para o ultramar.
Relatos do Diário de Notícias da época, fizeram eco da sua regeneração e de actos heróicos em Angola, onde faleceu em 1875.


quarta-feira, 15 de agosto de 2012

LIBERDADE DE VOAR

Associe-se ao Grupo LIBERDADE DE VOAR, e demonstre a sua sensibilidade em relação ao encarceramento dos pássaros, um acto lamentável do ser humano. Deixe o seu comentário.

https://www.facebook.com/groups/474373712580654/

domingo, 27 de novembro de 2011

Provérbios Árabes



"Quem ocupa o poder tem metade das pessoas contra si... isto, se ele for justo."

"Deus, que é eterno, faz com que cada um tenha o seu dia."

"Quem estuda e não pratica o que aprendeu é como o homem que lavra e não semeia."

"Tudo o que acontece uma vez pode nunca mais acontecer, mas tudo o que acontece duas vezes, acontecerá certamente uma terceira."

"Adversidades são grandes oportunidades."

"Todo homem é mais parecido com sua época do que com seu pai."

"Come verdes os teus frutos, antes que o ladrão os roube maduros."

"Nunca se justifique, porque os amigos não precisam, os inimigos não acreditam."

"Ele procura mel no traseiro da vespa."

"Mais vale ser cego dos olhos do que do coração."

"Vender e arrepender-se é melhor do que não vender e se arrepender."

"A árvore quando está sendo cortada observa com tristeza que o cabo do machado é de madeira."

"Alimenta teu cão e ele guardará tua casa; faze jejuar teu gato e ele te comerá os ratos."

"Quem quer ficar bêbado não fica contando os copos."

"Não gaste duas palavras se uma única basta."

"Enquanto não tiveres conhecido o inferno, o paraíso não será bastante bom para ti."

"- Caíste sozinho ou foi o camelo que te arremessou? - Tanto faz: o fato é que eu caí."

"A repetição deixa sua marca até nas pedras."

"Só sacia sua sede quem bebe pela própria mão."

"O mar brigou com o vento e quem virou... foi a barquinha."

"Por causa da rosa, a erva daninha acaba sendo regada."

"Louco é o viajante que quer construir uma casa no caminho."

"Não pressiones demais o covarde que ele vira valente."

"Achaste mel, come o que te basta."

"- Teu moinho gira para a direita ou para a esquerda?, - Sei lá, o importante é que ele me dá farinha!"

"Pela repetição, até o asno aprende."

"Pai dele, alho; mãe, cebola. Como pode ele cheirar bem?"

"É como a peregrinação a Meca: quem diz que é fácil, blasfema; quem diz que é trabalhosa, blasfema."

"- De que filho a senhora gosta mais? - Do pequeno, até que cresça; do ausente, até que volte; do doente, até que sare."

"Fez do lobo o guardião das ovelhas."

"Com a mentira se consegue o almoço, mas não o jantar."

"Não aconselhes o tolo: em qualquer caso ele te culpará depois."

"Se há muitos comandantes, o navio afunda."

"Ele joga a pedra e depois diz: - É o destino."

"Defeito que agrada o sultão, vira virtude."

"Eu já falei que é boi, mas ele insiste em querer ordenhar..."

"Muro baixo, o povo pula."

"Plantamos o "se", nasceu o "eu gostaria"..."

"Não dá trela ao desocupado: ele fará de ti a sua ocupação."

"Janta-o antes que ele te almoce."

"- Corvo, roubar sabão? Para quê? - Roubar é da minha natureza."

"A palavra é o aroma do homem."

"Só a tua unha é capaz de te coçar direito."

"Tema quem não teme a Deus."

"(Tão pobre que...) As formigas saíram da cozinha dele com fome."

"Com um bom conselho, antigamente ganhava-se um camelo; hoje, a inimizade..."

"Não comas o pão servido por alguém que depois irá te lembrar da oferta."

"Cada um tem o seu dia! Ó adversidade, tu também terás o teu!"

"Lar, doce lar..., que escondes todos os meus defeitos!"

"Antes de examinar a casa (para comprar), examina os vizinhos."

"Limpa tua casa, pois não sabes quem baterá à tua porta; lava teu rosto, pois não sabes quem o beijará."

"Um rosto sorridente é melhor até do que a hospitalidade."

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Loja do Santos: Os dois manos numa de pesca

Loja do Santos: Os dois manos numa de pesca: Muito orgulhosa, a minha amiga Branca exibe o seu pescado. (pescado pela mesma) O meu amigo Alcides, mostrando as suas capaci...

Os dois manos numa de pesca


Muito orgulhosa, a minha amiga Branca exibe o seu pescado. (pescado pela mesma)



O meu amigo Alcides, mostrando as suas capacidades de pescador

Actividades culturais vilarealenses

Loading...

Motor de busca

Pesquisa personalizada